terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Instantes

Há instantes que vivo contigo que me deixam a ensandecer.
Mas não me deixo levar pelo desvairo dos momentos em que te toco.

A ti que não sabes o que sinto.

Nesse momento doce e tranquilo, mas quase louco, agarro-me… calo o meu desejo. Fecho os olhos e sinto-te como se fosse uma última vez.

Se eu pudesse parar o tempo ...

Tanto fujo e estou cada vez mais presa a ti.

Quando vais, fica aquele gosto amargo.

De quem não fez o que sentia.

De quem não disse o que queria.

Paula

2 comentários:

  1. Se não fosses tu diria que era eu aqui neste texto. Obrigada. Já me sinto menos estranha :*

    ResponderEliminar
  2. Nunca te sintas estranha por sentir emoções e por amar. É o melhor desta vida!

    ResponderEliminar

Diga o que pensa!